Feliz Ano Novo!


“Este ano de 2020 foi um ano atípico” essa foi uma afirmação que ouvimos muitas vezes! Se formos refletir sobre esta palavra, veremos que atípico é tudo o que se afasta do “normal”, é incomum. Nós nos afastamos da “normalidade”, mas fomos desafiadas a nos reinventar diante das realidades que passamos a viver. Diante disso, muitas coisas foram possíveis realizar, com a graça de Deus, com o apoio e a solidariedade de pessoas que caminharam conosco, e por isso devemos dar graças.

A cada ano temos a oportunidade de colocar nossos dons a serviço da Igreja que abraçamos, na qual podemos compartilhar nossas experiências e também nos sentir animadas a realizar muitas atividades, concretizando os desafios de evangelizar, ensinar e servir, conforme as marcas da Missão Anglicana. A motivação nos impulsionou a continuarmos vários projetos iniciados, enquanto Igreja Episcopal Anglicana do Brasil.

Neste tempo chegou até nós o desafio e a necessidade de um espaço onde as mulheres da IEAB pudessem dividir suas histórias, compartilhar suas alegrias e também refletir sobre o viver de cada uma, sobre realidades às vezes não tão alegres e belas. Chegou até nós o sonho de uma mulher que luta a cada dia para que todas as demais também se empoderem e vivam a justiça para todas. Começamos a sonhar juntas e hoje temos no ar o site Empodere sua irmã – um espaço do qual desejamos que todas as pessoas possam se sentir parte e divulgar nele suas histórias e suas ações realizadas.

Vivemos 2020 de um jeito diferente! Sim, diferente porque foi preciso viver o isolamento social, ficar em casa, aprender a estar junto e ao mesmo tempo distante, sem o contato físico. Infelizmente, no meio de tudo isso, ouvimos constantemente que irmãs nossas foram assassinadas, violentadas, injustiçadas! Com imensa tristeza e indignação, deparamo-nos com o crescimento do número de feminicídios, triste realidade! De janeiro a dezembro de 2020, os noticiários brasileiros estamparam manchetes de notícias sobre feminicídios e violência doméstica. No dia de Natal, o país mais uma vez ficou chocado com seis casos de feminicídio Brasil afora: Viviane, 45 anos, de Niteroi (RJ), Thalia Ferraz, 23, de Jaraguá do Sul (SC); Evelaine Aparecida Ricardo, 29, de Campo Largo (PR); Loni Priebe de Almeida, 74, de Ibarama (RS); Anna Paula Porfírio dos Santos, 45, de Recife (PE); e Aline Arns, 38, de Forquilhinha (SC). Choramos, lamentamos e nos solidarizamos com as famílias dessas vítimas! Mas mais do que isso, ouvir essas tristes manchetes deve nos mover a ações em prol da vida, pois, com certeza, mais do que esses seis casos, há muitas outras mulheres sendo vítimas de violência, cujos nomes permanecem desconhecidos ou no anonimato!! Triste realidade!!

Como Igreja Episcopal Anglicana do Brasil estamos e estaremos atentas para continuar buscando a construção de ações de espaços seguros para todas as pessoas, especialmente as vulneráveis (mulheres, crianças, populações negras, indígenas e LGBTQI+) e todas as pessoas que sofrem exclusões.

Escrevendo este texto, ouço Oswaldo Montenegro, cuja significativa letra da canção encoraja dizendo:

Se alguém disser para você não cantar, deixar teu sonho ali para uma outra hora. Que a segurança exige medo. Que quem tem medo, Deus adora. Se alguém disser para você não dançar. Que nessa festa você está de fora. Que você volte pro rebanho. Não acredite, grite, sem demora. Eu quero ser feliz agora!”


Precisamos, sim, cantar, dançar e estar na festa!

E se alguém nos tirar as oportunidades, gritaremos juntas, queremos ser felizes agora e o medo não terá vez nas nossas vidas, em nossos ministérios, pois em comunhão (comum-união) seremos sempre mais fortes!!

Se alguém vier com papo perigoso de dizer. Que é preciso paciência para viver. Que andando ali quieta comportada, limitada. Só cuidando, você não vai se perder; Se joga na primeira ousadia. Que está para nascer o dia do futuro que te adora. E bota o microfone na lapela

Olha para vida e diz para ela: Eu quero ser feliz agora. Eu quero ser feliz agora.

Eu quero ser feliz agora”


Queremos ser felizes agora!!

Muitos desafios e lutas a serem vencidas!

O ano de 2020 chega ao fim, deixando a sensação de que pouco fizemos. Mas se olharmos nossos “cadernos de anotações”, se revisitarmos nossa memória... quantas ações realizadas, Graças a Deus!!

Recebemos 2021 com a certeza de que há muito que fazer, esperanças renovadas (esperançar), motivação para continuarmos perseverando, recomeçando, acreditando que o importante é não parar de caminhar! Ainda que seja uma caminhada com obstáculos e pedras, nosso desejo é que possamos continuar sonhando juntas e acreditando que é possível, sim, renascer na esperança!

Não podemos acrescentar dias a nossa vida, mas podemos acrescentar vida aos nossos dias.”

Estejamos juntas na Missão de Deus!

Que a estrada se erga ao encontro dos nossos caminhos

Que o vento esteja sempre às nossas costas

Que o sol brilhe quente sobre nossas faces.

Que a chuva caia suave sobre nossos campos.

E até que nos encontremos de novo

Que Deus nos guarde na palma da sua mão.”

(Benção Irlandesa)


Reverenda Magda Guedes

Secretária Geral da IEAB.

71 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
  • Instagram
  • Facebook